“Querem me cancelar”, diz Reynaldo Gianecchini sobre críticas a peça

O ator Reynaldo Gianecchini, atualmente em cartaz no Teatro Bradesco, em São Paulo, com a peça “Priscilla, a Rainha do Deserto – O Musical”, usou o Instagram nessa terça-feira (2) para deixar dois recados. No primeiro, de cara limpa, falou sobre a reação do público em relação aos seus dois últimos personagens.

Na série “Bom dia, Verônica”, da Netflix, Gianecchini interpretou o líder religioso e abusador Matias Carneiro. Em “Priscilla, a Rainha do Deserto – O Musical”, Gianecchini interpreta Anthony “Tick” Belrose, performer e drag queen, que possui o nome artístico Mitzi Mitosis.

Reynaldo Gianecchini – Reprodução/Redes Sociais

“Sim, tem muita gente que adora e curte, sim, estou recebendo um monte de comentários negativos de gente que confunde meu trabalho com minha vida pessoal e destilam lá toda sua raiva e preconceito. Eu queria falar assim para essas pessoas: ´tudo bem, né, ser um psicopata, um abusador, não confundiram com minha vida pessoal, mas uma drag queen, sim, muita gente não quer me ver nesse papel. Querem me cancelar. Curioso, né. Quer dizer, um psicopata é legal, uma drag queen não é”.

“E pra quem confunde o meu trabalho, os meus personagens, com minha vida pessoal eu digo: eu sou um ator. Eu realmente não ganho a vida fazendo drag queen, mas se esta fosse a minha escolha eu ficaria muito feliz porque são pessoas e artistas que admiro (as drags). O que não admiro e jamais queria ser é um cara preconceituoso, um cara que dissemina ódio, raiva, que não acolhe, que não é empático, um cara que vive a vida de verdade. Isso, Deus que me livre”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *